Home / Curiosidades / Sagui Tem Doença?

Sagui Tem Doença?

O sagui é um macaco pertencente à família Callithricidae, o seu comprimento é, aproximadamente, 25 centímetros. A sua cauda é maior que o corpo e a cabeça e tem a finalidade de manter o equilíbrio do animal. O seu peso varia entre 250 a 400 gramas, sua pelagem é cinza, branca, preta e marrom e, perto das orelhas, geralmente, há tufos de pelos. A espécie vive em toda a América do Sul permanecendo em bando nas árvores da mata e floresta.

Sagui
Sagui

Jeitinho Amistoso

O sagui é um macaco muito ágil e movimenta-se realizando alguns saltos. Tem um jeitinho brincalhão, amistoso, simpático muito peculiar, deixando adultos e crianças admirados.

Comercialização Legalizada

É possível comercializar e/ou manter em cativeiro o sagui, todavia, essa ação está condicionada a liberação pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Renováveis (IBAMA) e emissão de nota fiscal. O lado bom dessas ações é o combate ao tráfico, pois às vendas ilegais são altamente prejudiciais. Nestas há ausência do controle sanitário e, com frequência, a vida do animal é colocada em risco, em decorrência do manejo irregular, transporte inadequado e à falta de orientação. Na criação legalizada, o sagui deverá contar obrigatoriamente com o acompanhamento veterinário e ser marcado com um microchip.

Sagui Comercialização
Sagui Comercialização

Alimentação

O sagui é um animal onívoro e necessita bastante de proteína e cálcio, sobretudo durante a sua juventude. Comer de tudo é com ele mesmo, nas refeições diárias é interessante no mínimo uma fruta, como banana, mamão, maçã, manga, laranja e uva. Entre os legumes as opções são a cenoura, vagem, quiabo, batata-doce, inhame e beterraba. No grupo das proteínas deverá ter carne em pedaços, frango desfiado, ovos ou soja, além de queijo fresco, tenébrios (larvas) ou grilos. O cardápio pode ficar ainda mais completo com arroz integral, ervilhas, lentilhas, feijão, milho cozido, iogurte, pão, bolacha de água e sal, goma sem açúcar, geleia de mocotó, girassol ou favos de mel. Há, ainda, em lojas especializadas a ração para macacos. Durante os primeiros quatro meses de vida, é adequado misturar diariamente 0,5 mililitros de um calcioterápico em leite, água, iogurte ou fruta. O banho de sol diário é muito bem vindo, desde que o ambiente esteja em condições normais de temperatura.

Sagui Alimentação
Sagui Alimentação

Detalhe: É relevante destacar que alguns alimentos citados acima, o sagui só terá acesso quando habitar um cativeiro, que poderá ser em um zoológico ou em uma residência.

Animal Silvestre

O sagui é um animal silvestre. O que é isso? Todo animal que vive na natureza sem receber a intervenção humana é considerado um animal silvestre. Se formos avaliar bem, os animais foram criados para se desenvolverem sozinhos. O seu habitat natural é configurado para que o animal encontre formas de se alimentar e sobreviver. Porém, aos poucos o homem foi domesticando esses animais e trazendo-os ao convívio social, introduzindo-os na sua alimentação, transporte, lazer e trabalho. O cachorro, gato, galinha, porco, cavalo, vaca, são alguns exemplos.

Reprodução

Sagui Filhote
Sagui Filhote

A reprodução dos saguis pode ocorrer durante todo o ano. As fêmeas têm dois filhotes por ninhada e a gestação é de aproximadamente 140 dias.

Tempo de vida

Esse animal vive cerca de 10 anos.

Higiene

O sagui gosta de demarcar o território com urina e esfregar as suas glândulas em troncos e galhos, portanto a higiene constante do local será necessária, pois o cheiro do ambiente ficará desagradável.

Sagui Higiene
Sagui Higiene

Sagui Tem Doença?

O sagui não está livre de ser acometido por alguma doença, entre as principais estão às verminoses, enterites, ectoparasitos e pneumonia. Vamos compreender cada uma delas!

Verminoses

As verminoses como o nome já anuncia são doenças causadas por vermes. O que acontece é uma infecção intestinal provocada por parasitas. A contaminação acontece de forma variada, mas a mais comum é a ingestão de alimentos ou água contaminada ou, ainda, através da pele quando há pequenos ou grandes ferimentos. A verminose pode deixar o abdômen do animal ressaltado, ademais serão apresentados: enjoo, mudança do apetite, falta de disposição, fraqueza, diarreia, vômito, perda de peso, anemia, febre, problemas respiratórios e cólicas abdominais.

Enterites

As enterites são um tipo de inflamação que acontece na mucosa do intestino delgado, as causas mais comuns são as infecciosas, originando-se principalmente da ação direta de vírus, bactérias e parasitas, mas a ingestão de toxinas em alimentos contaminados também culmina no quadro.  Os sintomas mais comuns são: diarreias, dor abdominal, náuseas e desidratação.

Ectoparasitos

Os ectoparasitos são seres que habitam a pele de outros organismos, hospedam-se o corpo de outro ser, mas em contato externo, por um período de tempo indeterminado. Ele depende do hospedeiro para manter-se vivo e é prejudicial à saúde deste, debilitando-o. Contudo, mesmo prejudicando a sua saúde, dificilmente o levará a morte, uma vez que tal fato provocaria também o fim da sua vida. O carrapato estrela, a pulga, o piolho humano, a cuscuta racemosa (planta que parasita os vegetais) e os pulgões (parasitas de plantas) são exemplos de ectoparasitas.

Endoparasitas

Além dos ectoparasitos que habitam a superfície do hospedeiro, há os endoparasitas, seres que invadem o hospedeiro internamente. Exemplos de alguns desses seres: vírus da gripe; mycobacterium leprae ou bacilo de hansen uma bactéria responsável pela hanseníase; trypanosoma cruzi o protozoário responsável pela Doença de Chagas; ascaris lumbricoides ou lombriga o nematelminto responsável pela ascaridíase; taenia saginata o platelminto responsável pela teníase e a candida albicans fungo responsável pela candidíase.

Pneumonia

A pneumonia caracteriza-se como uma infecção que se instala nos pulmões, basicamente é causada pela ação de um agente infeccioso ou irritante, como as bactérias, vírus, fungos. Os sintomas da pneumonia são: febre alta, dor no tórax, confusão mental, falta de ar, prostração (fraqueza).

Diante dessas ameaças a saúde do sagui, faz-se relevante o acompanhamento regular com o veterinário especialista em animais silvestres, de preferência. As doenças citadas podem ser transmitidas ao homem. Ou seja, fiquem atentos!

Fotos de Sagui

Gostou desse artigo? Saiba que todos os dias aqui no blog você encontrará conteúdo atualizado sobre o mundo animal. Gostaríamos que você deixasse logo abaixo a sua opinião, sugestão ou alguma dúvida, nós com certeza leremos todos os comentários e responderemos. Além disso, você pode receber artigos exclusivos no seu e-mail, é só se inscrever em um campo que fica à sua direita na tela.

Aproveite! Até breve!

11 comentários

  1. fui informada que saguis transmitem o mal da raiva (existe vacina para este mal em humano ) e outra doença que não lembro o nome e que é fatal para o humano. Porque não li nada à respeito nesta matéria ? Será que estou mal informada? Tenho muitos saguis no meu quintal e antes de saber sobre estas doenças, eu os alimentava direto com a minha mão. Parei, pois fui aconselhada a nao mais fazer isto por uma veterinária e por uma médica sanitarista.

    • Oi Fátima.
      Os saguis podem sim transmitir a raiva, desde que estejam infectados com ela.
      Para garantir qualquer risco, mantenha suas vacinas em dia, e lembre-se de NUNCA dar alimentos para esses animais que tenham tido contato com a sua saliva, pois a maioria dos seres humanos possuem HERPES e ao ingerirem um alimento que uma pessoa tenha mordido podem rapidamente adoecer e morrer, além de contaminar o resto do bando.
      Em si, o sagui é um animal pouco agressivo, e adora interagir com pessoas, porém cada caso é um caso, fique atenta e busque sempre preservar-se e ao mesmo tempo preservar também os seres da natureza.

  2. Claudemir Fernandes guerreiro

    Estava em um parque e o sagui fez xixi na minha cabeça mais já vim pra casa e lavei tomando um banho imediatamente tem algum perigo .?

  3. Ontem um sagui urinou sobre mim quando eu estava sentada embaixo da arvore. Caiu sobre meu braço. Acho q fou sagui pq era final do dia, morcegos estavam começando a sair e não ouvi nenhum outro animal ali. A urina era transparente, sem cheiro, um jato localizado mas meio pulverizado qdo chegou no braço. Lavei-me com água e sabão. Gostaria de entender melhor o q ocorreu. Grata

    • Oi! provavelmente tratava-se de um sagui macho marcando território (talvez ele se agradou com você) ou apenas instinto territorial mesmo. Eles fazem muito isso, à diferença das fêmeas que são menos territorialistas.

  4. Oi boa noite, tenho uma dúvida.
    Tenho um sagui de estimação é o mesmo está se coçando muito pois vive junto do meu gato e meu cachorro, tem algum produto que posso passar nele pra acabar com esta coceira e acabar com as pulgas ou carrapatos?

  5. Olá! Trabalho num Resort,onde tem várias árvores e com isso tem a presença dos Saguis. Eu alimento-os com a minha mãos.
    Tenho reparado que alguns Saguis,ficam cegos,pq isso acontece?

  6. Eu tenho um Nico ele era mansinho carinhoso e agora ele ta brabo nervoso do nada ele fico assim eu não sei oque está acontecendo

  7. Graças a estas almas caridosas o Rj está infestado destas pragas q não servem p nada e não são nada domésticaveis ou bonitinhos. PAREM DE ALIMENTAR MICOS SAGUIS DROGA!

  8. Peguei um sagui a uns 15 dias atrás é hoje amanheci com muita febre o q devo fazer?

  9. Andréa Nunes Albuquerque

    Bom dia gostaria de saber se tem algum remédio específico de vermes para saguis e onde comprar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *