Home / Informações / Animais Selvagens

Animais Selvagens

Animais Selvagens
Animais Selvagens

Quando usamos o termo animal selvagem, muitas pessoas acabam imaginando um animal de alta periculosidade e extremamente feroz. Mas a verdade é que, dizer que um animal é selvagem é o mesmo que dizer que ele é silvestre.

Isso significa que um animal selvagem nada mais é do que um animal que vive livremente em seu habitat natural e sobrevive pelos seus próprios meios, totalmente diferente da primeira impressão que usualmente vem à cabeça

Existem milhares de espécies selvagens, inclusive algumas não oferecem quaisquer riscos ao homem e outras que podem adotar instinto agressivo, principalmente como mecanismo de defesa.

Mas se você resolveu ler esse artigo para descobrir um pouco mais sobre animais selvagens e ferozes, ou seja, que apresentam comportamento agressivo e oferecem perigo ao homem, não se preocupe, pois não vamos te deixar sem essa informação. Agora que você já sabe a real definição de animal selvagem, vamos mostrar quatro dos animais selvagens que mais matam humanos.

1 – Serpentes Selvagens

Serpentes
Serpentes

As serpentes, ou cobras, como são popularmente conhecidas, são répteis pertencentes à ordem Squamata (animais que possuem escamas). Existem em torno de 3000 mil espécies de serpentes, entre as quais, pouco mais de 400 espécies possuem toxina letal ao ser humano. Anualmente, milhares de pessoas, de todas as partes do mundo, morrem em decorrência da picada de cobras.

A serpente é um animal com um alto senso de preservação, portanto o bote da cobra, ao contrário do que possa parecer, não é um ataque, mas sim uma ação defensiva ou uma retaliação a um ataque ou ao que parece ser um ataque. Usualmente elas só usam essa estratégia de defesa quando sentem que a fuga não é uma possibilidade viável.

No decorrer da evolução, por uma série de fatores que não serão abordados neste artigo, algumas serpentes desenvolveram a capacidade de projetar, através de pequenos canais das duas presas frontais, uma substância tóxica. Esse mecanismo fatal é utilizado tanto para ataque, na aquisição de alimentos, como para defesa contra possíveis predadores.

No ser humano, essa substância tóxica traz consequências graves e sem o antídoto adequado e dentro do tempo correto, a morte é quase é uma certeza. As serpentes encontradas no Brasil são divididas em três grupos, de acordo com o veneno que produzem. Para cada grupo há um antídoto diferente e, mesmo que a vítima não seja capaz de reconhecer a espécie que a atacou, os sintomas resultantes do veneno no organismo permitem uma identificação adequada.

2 – Tubarões Selvagens

Tubarões Selvagens
Tubarões Selvagens

Com aproximadamente 375 espécies o tubarão, um peixe de esqueleto cartilaginoso pertencente à sub-ordem Selachimorpha, ocasionalmente vira notícia, inclusive no Brasil, como um predador de banhistas.

No topo da cadeia alimentar do oceano, a dieta do tubarão é extremamente rica em gordura, tendo como principais presas os peixes, baleias, tartarugas, leões-marinhos e focas. O ser humano, não fornece carne com gordura suficiente para manter essa dieta, por isso não fazem parte do cardápio desse predador.

O que ocorre é que, na grande maioria dos ataques, o tubarão acha que o banhista é alguma presa pertencente a sua cadeia alimentar, mas ao efetuar o ataque, sempre brutal, o tubarão sente o gosto e percebe que não faz parte da comida a qual está acostumado e solta a vítima.

Outra situação, é um ataque como forma de resposta a uma agressão humana, por isso os ataques de tubarão são divididos em dois grupos: provocados e não-provocados.

Como já mencionado, existe uma grande quantidade de espécies, cada qual com suas características próprias. Determinadas espécies de tubarões, podem ter um comportamento atípico do mencionado e realmente encarar o ser humano com alimento, como nos famosos ataques de tubarões aos sobreviventes do navio USS Indianapolis.

As vítimas de ataques de tubarão morrem em virtude da quantidade de sangue perdida ou em decorrência de infecções, raramente morrendo devido ao ferimento traumático, afinal, mesmo que o tubarão largue sua vítima, a primeira mordida pode gerar mais de 40 toneladas de pressão.

3 – Tigres Selvagens

Tigres Selvagens
Tigres Selvagens

O tigre é um mamífero carnívoro que faz parte da família dos felinos, e, diferente dos outros casos, quando faminto é capaz de encarar o ser humano como presa, mesmo que não faça parte do seu cardápio.

Em Sundarbans, na Índia, principalmente nos anos 80, o homem tornou-se parte da dieta alimentar dos tigres. Acredita-se que, em algumas regiões, esses ataques se tornem corriqueiros pela falta de presas habituais ou mesmo por animais mais debilitados, visto que nós, seres humanos, somos presas fácies para um felino.

Outro fato que chama atenção é o ataque de tigres em cativeiro, como o caso do pequeno Vrajamany, que teve o braço amputado em decorrência de um ataque ocorrido em 2014 no zoológico de Cascavel ou da mulher que acabou sendo morta na China em 2016 dentro de um zoológico de Pequim.

O tigre é um animal extremamente territorial e, mesmo em cativeiro, o seu contato com humano não é condicionado. Na maioria dos casos, mesmo os treinadores, não tem um contato direto com o animal, somente em casos realmente necessários, problemas na saúde do animal.

4 – Hipopótamos Selvagens

Hipopótamos Selvagens
Hipopótamos Selvagens

O hipopótamo é um mamífero de grande porte da família Hippopotamidae que apesar de herbívoro, também ataca constantemente o homem.

A grande maioria desses ataques ocorrem em homens que estão dentro de uma canoa. Acredita-se que o animal confunda o formato da canoa com um crocodilo, que são os maiores predadores de seus filhotes. Com uma enorme boca, que se abre com uma distância de 1,20m e dentes afiados com mais de 30 cm, o hipopótamo parte para cima com tudo para cima na hora do ataque, disparando dentadas constantemente, para todos os lados.

Na África, o hipopótamo é o animal selvagem de grande porte que mais mata seres humanos.

É muito importante sempre lembrar que os animais selvagens, na grande maioria dos casos, encaram os seres humanos como uma ameaça eminente em seu território e o ataque, nada mais é do que um mecanismo de defesa. Já os animais selvagens que acabam vindo para próximo da cidade, são resultados na falta de respeito do homem, que de alguma forma ou outra acaba invadindo seu habitat natural.

Para finalizar, não se esqueça de deixar sua opinião. Acha que faltou algum animal nessa lista ou tem algo a acrescentar? Então é só comentar abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *