Home / Informações / Avestruz Masai Características

Avestruz Masai Características

O avestruz masai também é conhecido como avestruz do pescoço rosa ou avestruz do leste da África, como podemos prever, pela sua região de origem e habitat natural vivendo de forma selvagem. Região está também conhecida como África Oriental, local de clima seco e semi árido.

Seu nome científico é Struthio camelus massaicus. O avestruz masai não é uma espécie como se pode ter esperado, mas sim uma subespécie do avestruz comum, também conhecido como, struthio camelus. Junto ao avestruz masai o mesmo tem além dele, o Struthio Australis como subespécie, habitante de lá mesmo, da Austrália, que já foi extinto em mil novecentos e quarenta.

Avestruz Masai
Avestruz Masai

O camelus em seus nomes, como o sugerido é em referência ao camelo, pelo seu habitat parecido com o do avestruz. O Struthio é referente ao seus gênero, em que além desta espécie, tem somente mais uma sobrevivente, o avestruz somali, ou Struthio molybdophanes. Número bem reduzido perto dos já conhecidos como espécies distintas, antes eram oito delas que infelizmente já foram extintas, provavelmente o motivo principal assim como as muitas espécies de aves galliformes extintas, é a caça ilegal para a comercialização e consumo de sua carne, por seu porte ser grande com muita carne e o desmatamento do seu habitat na natureza.

Na classificação da ordem dos avestruzes, a struthioniformes, estão somente eles.

Da Separação Até Hoje Apenas 4 Anos

Curiosamente o avestruz comum e o avestruz somali foram reconhecidos como avestruzes de espécies diferentes há pouquíssimo tempo, mais especificamente quatro anos atrás, somente em dois mil e quatorze.

Anteriormente eram somente conhecidos como uma espécie muito diferente de avestruz, pelo seus pescoços e pernas serem mais compridos que o habitual, o que inclusive os classificam como maior ave sobrevivente atualmente, com uma capacidade surpreendente de velocidade quando correm. A família a qual pertence, Struthionidae, antigamente era pertencente a todas as aves que apesar de terem asas não voavam, mas acabou se reclassificando como inclusas somente as aves que apesar de terem asas, não as têm totalmente desenvolvida e não voam, mas andam e correm altas velocidades com grande habilidade devido as suas pernas compridas.

Avestruz Masai Características
Avestruz Masai Características

Assim sendo, nesta mesma família não estão só as duas únicas espécies de avestruzes sobreviventes, mas as emas, recorrentes na América Latina e até atualmente representadas em blocos carnavalescos na data comemorativa aqui no Brasil. São chamadas de kiwis, sim, não é só a conhecida fruta que leva este nome, mas esta ave também, curiosamente, apesar de estarem na mesma classificação que os avestruzes.

É uma ave caracteristicamente menor, com o menor porte e as menores pernas, chegando a lembrar as aves galliformes, como as galinhas, os frangos e os perus, e são as únicas dentre elas com o comportamento peculiar de serem aves noturnas.

Os avestruzes são as únicas aves que têm somente dois dedos em seus pés, em que somente um deles tem unha.

Avestruz Masai, Com O Que Se Parecem

Assim como o esperado, já que tanto a espécie de avestruz comum quanto o avestruz somali também tem, possuem dimorfismo sexual, diferença na aparência que definem o sexo da subespécie.

O macho tem a predominância da cor preta em suas penas com as pontas das asas e da cauda branca, contrastando com o preto. Seu longo pescoço, como um de seus nomes indica, avestruz do pescoço rosa, é da mesma cor, suas pernas compridas também.

As fêmea são inteiras marrons, isto inclui a cauda, as asas e até as peles das pernas e pescoços, não sendo muito representada pelo último nome citado. São consideravelmente mais magras que os machos, mas ambos têm o porte grande, ou melhor, gigante, com pouca diferença de comprimento visível.

A Estrutiocultura: Você Sabe O Que É?

Assim como aves galliformes como a galinha, o frango e o peru são criadas para o abate e a posterior comercialização e consumo da sua carne no Brasil, os avestruzes também são por serem aves de porte grande com muita carne. O empecilho para o avestruz não chegar nem perto (em números) do que é a criação das espécies de animais citadas, é certamente seu habitat, enquanto avestruzes são habitantes geralmente da África, eles são habitantes de diversas regiões, como o próprio Brasil, o que torna a sua criação mais acessível.

O nome da sua criação é esta, estrutiocultura, cultura esta que além de sua carne, consome suas asas para a produções específicas, curiosamente este costume levou a uma quase extinção dos perus antigamente, sendo mais valorizada do que é atualmente, e por último outro aproveitamento em sua criação, são seus ovos, que quando não reproduzem filhotes, são muito valorizados no artesanato por serem considerados ovos de ouro, tendo em vista que são os maiores ovos postos por aves, o que não seria novidade e é proporcional ao seu porte surpreendente.

Avestruz Masai Corrida
Avestruz Masai Corrida

Assim como os galliformes, os avestruzes apesar de viverem em um habitat oposto ao nosso clima tropical, são totalmente flexíveis e adaptáveis, em outras palavras, são aves simples, que não requerem excepcionalidades em sua criação.

O Comportamento do Avestruz Masai

São aves onivoras, na natureza vivendo de forma selvagem se alimentam de pequenos invertebrados e até vertebrados, vegetais, sementes, frutos, folhas, flores e grãos. São considerados semi nomâdes por migrarem de um local a outro a caça atrás de alimento.

Sendo criados domesticamente sua alimentação é basicamente a base de pasto e ração específica. Seu viveiro não requer muita especialidade assim como é seu habitat na natureza.

Na domesticação de animais é essencial sempre se adaptar o mais próximo possível do habitat natural, pensando na saúde e bem estar da espécie, o que acaba interferindo na qualidade da carne. Na natureza, os avestruzes vivem em grupos consideráveis de aves, podendo até conviver com outras espécies de animais, como as zebras.

Avestruz Masai Norte da África
Avestruz Masai Norte da África

São grupos hierárquicos (e territoriais em reprodução) de até cinquenta avestruzes.

Cerca de cinco machos competem para o ganho de somente um para o acasalamento de aproximadamente cinco fêmeas. Após o acasalamento, na mesma fase reprodutiva, um mesmo ninho é construído no solo pelas fêmeas para a postura de todas elas, em que amparam de quinze a até cinquenta ovos por ninhada.

Seu período reprodutivo anual é longo e são animais consideravelmente muito reprodutivos, apesar de serem tardios e atingirem a maturidade sexual somente entre os dois a quatro anos de vida, o que sem dúvida, ajuda a evitar a sua completa extinção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *