Home / Informações / Características da Águia

Características da Águia

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Aves

Ordem: Falconiformes

Família: Accipitridae

Características da Águia
Características da Águia

Grandes. Robustas. Imponentes. As águias são famosas por seu tamanho e agilidade. E não é pra menos. Esses animais conseguem alcançar uma velocidade de até 100km/h e chegam a pesar de 8 a 10kg.

Na verdade, a palavra “águia” é utilizada para se referir a diversas aves de rapina da família Accipitridae. O grande porte, os sentidos altamente desenvolvidos e outras séries de peculiaridades são algumas das características exclusivas dos rapinantes.

Separamos aqui algumas das principais características das águias. Vem com a gente!

A Visão

As águias são excelentes predadores graças a visão apurada. A título de comparação, a visão das águias é de duas a oito vezes mais desenvolvida que a visão humana, o que permite que elas localizem suas presas a grandes distâncias. A águia-real (Aquila chrysaetos), por exemplo, é capaz de avistar uma lebre a mais de 3km de distância.

Os olhos voltados para frente também favorecem a caça. Eles permitem que a ave tenha uma visão binocular, o que facilita o cálculo de manobras no ar, permitindo uma noção maior de distância e profundidade.

Visão da Águia
Visão da Águia

As águias possuem olhos muito grandes. Em média, eles representam cerca de 15% do peso da cabeça. Por isso, a movimentação dos olhos dessas aves é bem limitada. Elas não conseguem mover o globo ocular para cima, para baixo, para esquerda e para direita da mesma forma que os humanos. As águias então precisam mover a cabeça para mudar o olhar.

As espécies rapinantes de hábito diurno são capazes de enxergar em cores. O falcão Falco naumanni, por exemplo, consegue ver a luz ultravioleta. Essa adaptação evolutiva permite a essas aves detectar a posição de suas presas a partir de um simples rastro de urina.

A Audição

Como se não bastasse ter uma visão praticamente impecável, as águias também ouvem muito bem. Elas são capazes de escutar a longas distâncias e distinguir o som de outra ave rapinante ou de uma potencial presa. Algumas espécies que habitam florestas mais densas, como a harpia (Harpia harpyja) e os falcões-florestais (Micrastur spp), possuem penas ao redor dos ouvidos com função parabólica, direcionando o som até a abertura dos ouvidos.

Águia e sua Audição
Águia e sua Audição

O Bico

Fortes, curvos e afiados. O bico das águias é talvez a característica que a diferencia mais das outras aves. O tipo de presa que a rapina costuma caçar é que vai determinar o formado do bico. Assim, espécies menores (Falco sparverius) apresentam um bico curto, pois estão habituados a comer insetos e pequenos roedores. Por outro lado, a harpia (H. harpyja) é dona de um bico pesado e bastante forte, utilizado para arrancar grandes pedaços de carne de suas presas. Já o gavião-caramujeiro (Rostrhamus sociabilis) possui uma dieta bem específica. Seu bico é longo e curvo, muito útil para extrair os caramujos do interior das conchas.

Bico da Águia
Bico da Águia

As Garras

A principal arma usada pelas águias para atacar suas vítimas são as garras. Fortes e afiadas, o formato e o tamanho das garras também vai variar de acordo com o tipo de presa que determinada espécie costuma consumir.

As espécies que caçam mamíferos, como a águia-cinzenta (Urubitinga coronata) ou a harpia (H. harpyja), geralmente possuem tarsos grossos, dedos curtos e unhas fortes. Já as águias que capturam outras aves possuem dedos longos e garras finas, ideais para o ataque em voo.

A águia-pescadora (Pandion haliaetus), por sua vez, possui calos ásperos nos dedos, o que auxilia na hora de segurar os peixes escorregadios durante o ataque. Além disso, essa espécie tem a habilidade de mover o quarto dedo para trás, deixando dois dedos para frente e dois para trás. Isso faz com que o atrito seja reduzido durante o “mergulho” contra a presa.

Garras da Águia
Garras da Águia

As Penas

A queratina é a “matéria prima” das penas das águias, as quais são dividas em grupos que desempenham funções importantes. As penas de cobertura fazem com que as asas da frente sejam mais grossas. Assim, o ar frui com mais velocidade por cima e diminui a aderência da ave contra o vento.

As penugens são penas macias, localizadas embaixo das penas de contorno e tem como função evitar a perda de calor e manter a ave aquecida. As penas de voo primárias ficam na ponta das asas, podendo se abrir ou fechar para aumentar ou diminuir a resistência. Já as penas secundárias se movem para baixo ou para cima para aumentar ou reduzir a resistência.

Penas da Águia
Penas da Águia

O Formato do Corpo

O formato das asas e da cauda das águias varia de acordo com o habitat e com o tipo de voo predominante. As espécies que habitam ambientes abertos possuem asas longas, largas e cauda de tamanho médio.

Já as rapinas que vivem no interior de florestas apresentam asas curtas, largas e cauda relativamente grande, o que contribui para a aerodinâmica de um voo ágil e para reações rápidas entre os obstáculos da floresta. As aves rapinantes que caçam em alta velocidade, como o falcão-peregrino (Falco peregrinus), são dotadas de asas longas, estreitas e cauda curta.

Águia e o Sol
Águia e o Sol

O Ciclo de Vida

A águia é sem dúvida um dos animais mais resilientes. Ela tem uma expectativa de vida de 70 anos, podendo chegar aos 95 em cativeiro. Ao atingir os 40 anos, a águia precisa passar por um doloroso processo de renovação para continuar sobrevivendo: o desafio dos 150 dias.

Durante cinco meses, a águia fica impedida de caçar, pois suas garras e bico já estão bastante desgastados. Ela então voa para o alto de uma montanha e recolhe-se em um ninho.

Ao chegar ao local ideal, ela dá início ao processo de transformação. A ave bate o seu bico contra a rocha por inúmeras vezes até ele quebrar para que outro possa nascer. Após o novo bico se desenvolver, a águia arranca suas garras para que outras cresçam no lugar. E quando as novas garras surgem, ela passa a arrancar as velhas penas.

Esse período de isolamento obrigatório faz com que a águia seja reconhecida como um símbolo de renovação. Após essa fase, ela está pronta para viver por mais alguns bons anos.

Descubra neste artigo como a águia morre

Fotos de Águia 

2 comentários

  1. Queria saber o referencial dessa publicação?

  2. São detestáveis, impidedosas particularmente detesto, mais como são incríveis!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *