Home / Informações / Características do Panda Vermelho

Características do Panda Vermelho

Panda Vermelho

O panda vermelho é um pequeno mamífero e a única espécie existente do gênero Ailurus. Confiram logo abaixo as suas principais características.

Panda Vermelho
Panda Vermelho

Habitat do Panda Vermelho

Este charmoso animal é encontrado nas regiões montanhosas do Himalaia e no sul da China, onde há florestas temperadas e bambuzais.

Descrição física do Panda Vermelho

A sua pelagem tem coloração avermelhada, o pelo é sedoso e a cauda comprida, essas caraterísticas lembram muito uma raposa.

Panda Vermelho Sensíveis ao sol

São seres sensíveis ao sol, logo, a temperatura ideal para eles é entre 17 a 25°C. Costumam, nos dias mais quentes, dormir durante as horas, em galhos de árvores ou tocas. As suas atividades concentram-se no crepúsculo e à noite. Costumam ser solitários, portanto, raramente vivem em casais ou em grupos.

Características do Panda Vermelho
Características do Panda Vermelho

Ritual diário

Ao acordarem iniciam as suas atividades diárias realizando um banho ritual em sua pelagem, lambendo suas patas dianteiras e massageando suas costas, flanco e abdômen. Em seguida,  patrulham seu território, demarcando-o com uma substância secretada pela glândula anal, que possui forte odor ou com sua urina.

Tática frente à ameaça

Geralmente o panda vermelho é silencioso, mas quando se sente ameaçado, pode produzir gorjeios curtos. Quando irritado, pode emitir assobios e bufos. No geral, são amistosos, mas atacam quando se sentem ameaçados.

Hábitos alimentares do Panda Vermelho

A sua dieta é constituída basicamente de bambu, segurando-o da mesma forma que fazem os pandas gigantes, utilizando-se o osso sesamóide. Porém, é também onívoro, portanto, ingere ovos, pássaros, insetos e pequenos mamíferos.

Panda Vermelho Hábitos

Acasalamento

Como mencionado o panda vermelho é um animal solitário, logo, raramente, irá interagir fora da estação de acasalamento. Tanto o macho quanto a fêmea podem acasalar com mais de um parceiro durante a estação. O acasalamento ocorre entre o mês de janeiro até o início de março, temporada do inverno.

O nascimento dos filhotes ocorre entre junho e final de julho, que corresponde a primavera, já que o período de gestação varia de 112 a 158 dias. A fêmea dá a luz de 1 a 4 filhotes, que nascem muito pequenos, com cerca de 11 a 130 gramas. Durante os primeiros dias após o parto, a fêmea permanece a maior parte do tempo com sua cria, mas uma semana depois, já passa mais tempo fora do ninho, retornando algumas horas apenas para alimentá-los e limpá-los. Raramente o macho auxilia na criação dos filhotes. A cria começa a ficar maduro sexualmente, por volta de 18 meses de vida.

Filhotes de Panda Vermelho
Filhotes de Panda Vermelho

Extinção do Panda Vermelho

O panda vermelho está  ameaçado de extinção isso em decorrência da caça e da destruição de seu habitat pela expansão humana, da agricultura, da pecuária e do extrativismo de recursos naturais.

Subespécies do Panda Vermelho

Atualmente são encontradas duas subespécies de panda-vermelho:

Panda vermelho ocidental (Ailurus fulgens fulgens): são encontrados nas regiões do Himalaia, Nepal, Assam, Sikkim e Butão. Apresentam uma pelagem mais clara na região da face.

Panda vermelho de styans (Ailurus fulgens refulgens): são encontrados no sul da China e no norte de Mianmar. A pelagem da região facial apresenta marcas mais “dramáticas”, além de ser maior do que o panda vermelho ocidental.

Ailurus fulgens refulgens
Ailurus fulgens refulgens

Panda gigante X Panda vermelho

Tamanho

O panda gigante (ailuropoda melanoleuca) e o panda vermelho (ailurus fulgens) são vegetarianos da ordem carnívora especializados em comer bambu. As duas espécies diferem grandemente em tamanho: o panda gigante pesa de 65 a 110 Kg, enquanto o panda vermelho atinge de 3,7 a 6,2 kg.

Panda Gigante
Panda Gigante

Habitat

Embora ambos os pandas sejam nativos da Ásia, seus grupos são bem distintos. As duas espécies ocorrem simultaneamente apenas na província chinesa de Sichuan, nas quatro seguintes cadeias de montanhas: Liangshan, Qionglai, Minshan e Xiangling. Nessas montanhas, ambos os pandas compartilham do mesmo habitat e árvores de bambu.

Os ecologistas aplicam o termo simpátrico para descrever a situação em que duas espécies ocorrem na mesma área. A palavra alopatria é usada para descrever a seguinte situação: quando duas espécies ocorrem em áreas geográficas distintas.

Alimentação

Alimentação Panda Vermelho
Alimentação Panda Vermelho

A alimentação de ambos os pandas é, em sua maior parte, composta por bambu durante todo o ano. O bambu compreende 99% da dieta do panda gigante e 98% da dieta do panda vermelho. Desde meados do verão até outubro, o panda vermelho difere do panda gigante por adicionar uma variedade de frutas arbóreas à sua dieta, incluindo prunus, rubus, rosa, sorbus, ribes e sabina squamata.

Ambos alimentam-se da mesma espécie de bambu, porém se especializam em comer diferentes partes da planta. O panda gigante alimenta-se mais frequentemente do caule do bambu, enquanto o panda vermelho utiliza as folhas. Por exemplo, nas Montanhas Xiangling, constataram a presença das seguintes partes do bambu na dieta anual de ambas as espécies: panda vermelho (90% de folhas, 9% de brotos), panda gigante (55% de caule, 35% de folhas, 10% de brotos).

As mandíbulas do panda gigante são mais fortemente desenvolvidas do que as do panda vermelho, o que está correlacionado às diferenças nas dietas já citadas. Como o panda vermelho é especializado em se alimentar de folhas de bambu, ele não precisa das mandíbulas robustas do panda gigante, especializado em comer caules e brotos.

Alimentação Panda Gigante
Alimentação Panda Gigante

Microhabitat

Se comparado aos pandas gigantes, os pandas vermelhos frequentam micro habitats com maior densidade de arbustos, troncos caídos e tocos de árvore. Em contraste, os pandas gigantes arrancam caules inteiros do bambu e os seguram para comer as folhas. Eles também vergam os caules tenros com a pata dianteira e retiram as folhas da parte superior.

Nos micro habitats escolhidos pelo panda vermelho, a altura dos bambus é geralmente menor do que nos micro habitats escolhidos pelo panda gigante, aparentemente porque o panda vermelho tem mais facilidade para acessar as folhas dos bambus mais baixos.

Panda Vermelho Habitat
Panda Vermelho Habitat

O panda gigante frequenta terrenos mais nivelados, geralmente com uma inclinação inferior a 10 a 20%, enquanto o panda vermelho percorre locais mais inclinados. A associação do panda vermelho com terrenos mais inclinados pode ser explicada por sua preferência por locais com melhor acesso às folhas mais altas do bambu. Estudiosos observaram que “em terrenos mais inclinados, os arbustos de rododendros possuem galhos mais longos dentro das folhas de bambu, e há maior probabilidade dos troncos caídos interceptarem a camada de folhas”, facilitando o acesso dos pandas vermelhos às folhas.

Entretanto, há outras explicações possíveis, o fato de os pandas vermelhos serem menores que os pandas gigantes, faz com que eles precisem de uma maior densidade dos arbustos em terrenos mais inclinados para melhor se esconderem dos predadores. Por outro lado, alguns pesquisadores acreditam que a preferência do panda gigante por inclinações mais suaves baseia-se na conservação de energia. A ingestão de calorias pelo panda gigante é maior que a energia que gasta; portanto, ao evitar aclives íngremes, o animal reduz o gasto de energia.

Fotos do Panda Vermelho 

E aí, gostou do artigo? Compartilhe com os seus amigos! Combinado? Saiba que todos os dias aqui no blog tem conteúdo atualizado sobre o mundo animal. Caso você queira receber artigos exclusivos no seu e-mail como este post, é só se inscrever em um campo que fica à sua direita na tela.

Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *