Home / Informações / Classificações Inferiores dos Animais

Classificações Inferiores dos Animais

Com quase um milhão de espécies, a história do Reino Animal fascina com sua diversidade e complexidade. É dividido em 35 classificações inferiores, denominadas filos, cada um com sua importância para a biologia. Pela dificuldade em abordar todos, em um único artigo, iremos apresentar os 9 filos mais conhecidos e estudados.

Classificações Inferiores dos Animais
Classificações Inferiores dos Animais

Poríferos

Poríferos
Poríferos

As esponjas são organismos aquáticos, principalmente marinhos, e sésseis, ou seja, sem capacidade de locomoção. Apesar de pluricelulares, suas células não se organizam em tecidos.

Podem ter formas simétricas ou assimétricas e se alimentam por filtração, absorvendo água através de suas paredes porosas e retendo os nutrientes nas células. Não possuem sistema digestivo e respiratório, portanto a respiração e excreção acontecem por difusão.

Se reproduzem de maneira assexuada ou sexuada. Quando assexuada pode ocorrer por brotamento, gemulação ou fragmentação (devido a capacidade de regeneração). Ainda que haja sexos separados, a reprodução sexuada ocorre somente em esponjas hermafroditas.

Cnidários

Cnidários
Cnidários

São organismos pluricelulares aquáticos e, em grande maioria, marinhos. Podem ser sésseis (pólipos) ou livres (medusas). Os principais representantes são as águas-vivas, anêmonas, caravelas e corais.

A única abertura da cavidade do sistema digestivo serve tanto para alimentação quanto para evacuação. No sistema nervoso, uma rede de cordões espalhados capta, através das células epiteliais, o estímulo e reage.

Apresentam células de defesa e ataque, os cnidócitos, em toda a superfície do corpo. Quando estimulado, libera um líquido urticante capaz de paralisar ou matar suas presas ou predador. No homem, esse líquido provoca queimaduras e, em casos extremos, parada cardiorrespiratória.

Na fase medusa a reprodução é sexuada. Os machos e fêmeas liberam seus gametas na água formando o zigoto. Na fase pólipo a reprodução é assexuada, através de brotamento e estrobilação.

Platelmintos

Platelmintos
Platelmintos

São vermes de corpo achatado, que podem ser parasitas ou viver independentes em meio aquoso ou terrestre. Os principais representantes são as tênias, solitárias, planárias e esquistossomos.

Não possuem sistema respiratório e circulatório. Já o sistema digestivo é incompleto e a única abertura é utilizada para a alimentação e evacuação. A digestão pode ser intracelular ou extracelular e, no caso das tênias, por difusão. Possuem um sistema nervoso formado por um par de gânglios cerebrais ligados a cordões nervosos que percorrem todo o corpo.

Dependendo da classe, a reprodução pode ocorrer de forma assexuada, por fragmentação, ou sexuada. Todos os platelmintos são hermafroditas, mas a reprodução sexuada pode ocorrer por fecundação cruzada ou por autofecundação. Após a fecundação, os ovos são eliminados para o ambiente.

Nematelmintos

Nematelmintos
Nematelmintos

São vermes de corpo cilíndrico, parasitas ou independentes em meio aquoso ou terrestre. Os principais representantes são as lombrigas, ancilóstomos e filárias.

Não apresentam sistema circulatório e respiratório, mas o sistema digestivo é completo, com a digestão ocorrendo de forma extracelular e intercelular.

No sistema nervoso os músculos se ramificam para alcançar as cadeias nervosas na região ventral e dorsal. As cadeias se conectam em um anel ao redor da faringe.

A reprodução é sexuada. O macho deposita os gametas na fêmea, ocorrendo de maneira interna a fecundação. O zigoto se desenvolve dentro de um ovo que será eliminado para o ambiente.

Atualmente, mais de 50 espécies de nematelmintos são capazes de provocar doenças em humanos.

Moluscos

Moluscos
Moluscos

Com corpo mole, usualmente revestido por uma concha calcária, vivem em meio aquoso e terrestre e são, em maioria, de vida livre. Os principais representantes são os polvos, caramujos, mexilhões e lesmas.

Possuem sistema digestivo completo e os detritos são eliminados pelo rim, através de um condutor ligado ao ânus. O sistema circulatório, com um coração dorsal, pode ser lacunar ou aberto e a respiração cutânea, branquial ou pulmonar.

O sistema nervoso é ganglionar, com sistema sensorial muito variado, dependendo do grupo. A reprodução acontece de maneira sexuada, com fecundação interna ou externa e desenvolvimento direto ou indireto.

Alguns animais desse filo, como mariscos e ostras que produzem pérolas, são de grande importância econômica.

Anelídeos

Anelídeos
Anelídeos

Com corpo cilíndrico e segmentado, os anelídeos são terrestres ou aquáticos. Os principais representantes são as minhocas e sanguessugas.

O sistema nervoso é constituído por um gânglio dorsal conectado, através de um cordão nervoso, com gânglios espalhados. O sistema sensorial apresenta diversos receptores, incluindo os olhos.

Possui um sistema circulatório fechado e composto por dois vasos principais ligados a uma rede de pequenos vasos. Possuem também cinco vasos que se contraem como se fossem um coração. Sem sistema respiratório, a respiração é cutânea ou branquial, em animais aquáticos.

O sistema digestivo é completo e o trato é dividido em três partes: o papo, moela e ceco intestinal. Os excretos são enviados para uma cavidade, onde posteriormente serão filtrados.

Apesar da presença de dois aparelhos reprodutores, a reprodução é sexuada através de fecundação cruzada.

Artrópodes

Artrópodes
Artrópodes

O grupo dos artrópodes possui uma grande diversidade de espécies invertebradas, representando 70% das espécies animais conhecidos. Apresentam, como característica comum, as extremidades articuladas, incluindo as patas e a presença do exoesqueleto quitinoso. Embora ofereça proteção, o exoesqueleto não acompanha o crescimento do animal, por isso, quando se torna pequeno, se desprende do corpo e é trocado por um novo, que já está formado.

Possuem sistema digestivo completo, com digestão extracelular e sistema circulatório aberto ou lacunar. O sistema nervoso é ganglionar, com maior concentração na cabeça, mas com gânglios nervosos nos segmentos, que permite, em alguns casos, executar atividades mesmo após ser decapitado. As estruturas sensoriais são eficientes, mas extremamente diversificadas, de acordo com a espécie.

Com reprodução sexuada, a fecundação é interna nos animais terrestres e externa na grande maioria dos aquáticos. É comum a presença de estágios larvais, chegando ao estágio adulto após uma ou várias metamorfoses.

Os principais representantes desse filo são:

Insetos: Borboleta, abelha, barata, mosca

Aracnídeos: Aranha, carrapato, escorpião

Miriápodes: Centopeia, lacraia

Crustáceos: Lagosta, caranguejo, siri, camarão.

Equinodermos

Equinodermos
Equinodermos

São animais exclusivamente marinhos, como a estrela-do-mar, ouriço-do-mar e o pepino-do-mar. Possuem corpo com cinco lados iguais e endoesqueleto calcário, importante na sustentação do corpo.

Apresentam um complexo sistema de lâminas, canais e válvulas que constitui o sistema ambulacrário. Esse sistema relaciona-se com a respiração, locomoção, circulação, excreção e percepção do animal.

Com alimentação baseada em pequenos animais e algas, o sistema digestivo possui boca, estômago, intestinos e ânus. O estomago só é encontrado em equinodermos carnívoros.

A respiração ocorre através de minúsculas brânquias e um liquido incolor circula pelo corpo do animal. Esse líquido tem a mesma função do sangue, ou seja, transportar substâncias para todo o corpo.

Com reprodução sexuada, a fecundação é externa e ocorre na água, com desenvolvimento indireto. Os equinodermos possuem grande capacidade de regeneração, podendo também perder partes do corpo sem perder a capacidade de locomoção e alimentação.

Cordados

Cordados
Cordados

Reúne alguns invertebrados aquáticos como os anfioxos e as acídias e todos os animais vertebrados, marcados pela presença da coluna vertebral e caixa craniana: peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.

Pela diversidade de características especificas a cada classe, não será abordado, neste artigo, maiores detalhes sobre o filo. Mas se quiser conhecer um pouco mais sobre as características de cada vertebrado, acesse o artigo: Tipos de Animais.

Os filos do reino animal, reúnem todas as espécies de animais existentes no planeta e por isso é extremamente diversificado. Por isso, abordamos apenas algumas características comuns. Para maior entendimento, é necessária uma pesquisa específica para cada fio e suas classes. Ficou alguma dúvida ou quer acrescentar algo? Então não esqueça de comentar logo abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *