Home / Informações / Exemplos de Primatas

Exemplos de Primatas

A ordem dos Primatas é um grupo de mamíferos composto por símios, macacos, lêmures e seres humanos. Existem cerca de 180 espécies diferentes, sendo que 118 destas espécies podem ser encontradas no Brasil. Você provavelmente já viu algum outro primata além dos seres humanos, certo?

É comum encontrar os Primatas em florestas tropicais e subtropicais na África, Ásia e nas Américas. Os seres humanos são os únicos Primatas que podem ser encontrados em todos os continentes.

Todos os animais Primatas apresentam características em comum como a capacidade de levantar o tronco e ficar levantados sobre os dois pés, unhas nas pontas dos dedos, olhos dispostos lateralmente, duas mamas, cérebros bem desenvolvidos com aumento do córtex e polegares opositores nas mãos e nos pés.

De acordo com a teoria da evolução os primeiros Primatas evoluíram de mamíferos arborícolas, ou seja, animais que viviam em árvores. Os fósseis mais antigos datam de cerca de 70 milhões de anos atrás no final do período Cretáceo da era Mesozóica.

Primatas
Primatas

Eosimias é um gênero de primeiros Primatas  são animais antropóides chineses datados do Eoceno, a segunda época da era Cenozóica. E muitos acreditam que estes animais eram nossos ancestrais.

A ordem Primates foi criada por Carl Linnaeus, considerado o pai da moderna taxonomia, no ano de 1758. Em seu livro Systema Naturae ele divide em quatro gêneros são eles: Homo (humanos), Simia (Macacos), Lemur (Lêmures) e Vespertilio (Morcegos). Desde então, algumas taxonomias mudaram.

Então, vamos conferir agora mesmo quem são os outros Primatas além dos seres humanos, sua classificação, suas características físicas e comportamentais e cognição e comunicação? Vem com a gente!

Classificação

Os Primatas são divididos em duas subordens Prossímios e Antropóides. Os Prossímios são considerados os primeiros Primatas verdadeiros, denominados Euprimates. Eles são animais noturnos de pequeno porte, possuem cérebros menores do que os Antropóides, têm focinhos longos e podem apresentar visão não totalmente frontal como os Lêmures, ou frontal como os Tarsius.

Os Antropóides são maiores do que os Euprimates, possuem cérebros maiores e estruturas olfativas menores. Podem apresentar cauda longa e preênsil ou podem ter caudas mais curtas. Estes animais são divididos em dois grupos o Novo Mundo e o Velho Mundo.

O Novo Mundo é também denominado Platyrrhini, refere-se ao grupo mais primitivo que são originários do início do Oligoceno, a terceira época da era Cenozóica. Acredita-se que estes mamíferos vinham do continente Africano para as Américas atravessando o oceano. Eles são divididos em três famílias Atelidae, Cebidae e Callitrichidae.

Exemplos de Primatas
Exemplos de Primatas

A família Atelidae corresponde aos Primatas com a cauda preênsil. Estão incluídos nesta lista os bugios, os muriquis e os macacos-aranha. Já a Cebidae corresponde aos macacos-pregos, caiararas e macacos-de-cheiro. E, por último, os micos-leões e saguis pertencem à família Callitrichidae.

O Velho Mundo, também chamado de Catarrhini, é o grupo conhecido desde aproximadamente o Mioceno, a quarta época da era geológica Cenozóica e a primeira época do período Neogeno. Estes animais são diferentes dos Platyrrhini, pois apresentam caudas mais curtas e narinas próximas e voltadas para baixo. Neste grupo estão os Cercopithecidae e os Hominidae.

Os Cercopithecidae correspondem aos babuínos, macacos japoneses, mandril, langur e colobos. A família Hominidae, além de contar com a participação dos seres humanos, também inclui os orangotangos, os chimpanzés, os gibões, os siamang e os gorilas.

Características Físicas

Os Primatas possuem características físicas bastante evoluídas em relação à outras ordens de animais mamíferos. Uma de suas características mais marcantes são seus cinco dedos em cada mãos e pés com polegar opositor. A impressão digital e as unhas nas mãos e pés também são consideradas características distintas.

A articulação no ombro é outro aspecto bastante peculiar que permite mais liberdade nos movimentos. E uma das características mais peculiares é a tendência ao bipedalismo, ou seja, manter o tronco ereto apoiando-se nos dois pés.

Os animais que pertencem à esta ordem apresentam alta acuidade visual e visão em cores. O cérebro possui cerebelo e lobo posterior bastante desenvolvido, seu tamanho é bastante grande em relação ao tamanho corporal. O córtex cerebral dos Primatas é bem desenvolvido.

Primatas no Brasil
Primatas no Brasil

Características Comportamentais

Estes mamíferos são animais sociais e possuem sistemas hierárquicos flexíveis. Vivem em grupos ou em pares, dificilmente vivem sozinhos.

Quando em pares costumam viver de forma monogâmica, ou seja, continuam com os mesmos parceiros ao longo da vida. São animais que dedicam muitos cuidados aos seus filhotes.

A locomoção dos Primatas é feita por bipedalismo, suspensão ou braquiação, quadrúpede, salto vertical ou uma combinação destes modos de locomoção. Muitos Primatas são arborícolas por isso apresentam preferência por lugares de florestas tropicais e florestas de galerias.

Os comportamentos podem modificar de acordo com fatores ecológicos como tamanho do grupo, distribuição de recursos e predadores. A competição acaba sendo mais intensa quando há falta de comida, fêmeas ou machos e ambientes tranquilos para o descanso.

Porém, também utilizam a cooperação como compartilhamento de alimentos e defesa coletiva do grupo. O comportamento com os filhotes é uma característica bastante peculiar, pois nesta ordem de animais há filhotes que crescem e continuam recebendo cuidados dos pais até o final da vida.

Primatas Gorila
Primatas Gorila

Cognição e Comunicação

A comunicação desta ordem de mamíferos é feita com o auxílio dos sentidos. Existe a comunicação feita pela visão, pelo olfato, pelos gestos e pela vocalização. A visão é bastante utilizada em diversos períodos, no período reprodutivo serve para identificar as modificações que ocorrem em algumas espécies em que há modificação no pelo, nos órgãos genitais e nas expressões corporais e faciais.

O olfato é utilizado para marcação de território e também é bastante utilizado em época reprodutiva. Durante os períodos de reprodução ocorre a liberação de feromônios que indicam o cio. A vocalização varia de espécie para espécie em relação à frequência e duração dos sons.

Uma característica bastante interessantes dos animais que pertencem à esta ordem é que eles reconhecem parentesco e podem viver em famílias. São mamíferos super inteligentes que podem comunicar-se utilizando símbolos e  possuem habilidade para resolver problemas e questões de lógica.

Portanto, o fato dos seres humanos pertencerem ao grupo de mamíferos Primatas deve ser um motivo de orgulho. Nossa capacidade de cognição e comunicação é impressionante e devemos ser gratos por pertencermos à uma ordem de animais tão bem evoluída.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *