Home / Informações / Flamingo Rubro

Flamingo Rubro

Dados e Nome Científico do Flamingo Rubro

O flamingo rubro faz parte do reino animalia, filo chordata, classe aves, ordem ciconiiformes, família phoenicopteridae, gênero phoenicopterus, espécie phoenicopterus ruber e nome científico phoenicopterus ruber. Também é conhecido como flamingo americano e flamingo do caribe.

Flamingo Rubro
Flamingo Rubro

Descrição

O flamingo rubro possui um aspecto inconfundível, é intimamente ligado ao flamingo grande e chileno. Possui de 120 a 140 cm de comprimento, os machos pesam 2,8 kg e as fêmeas 2,2 kg. A espécie apresenta plumagem cor de rosa ou carmim (em decorrência dos pigmentos carotenos que ingere) e por isso já recebeu o nome de flamingo rosado. A parte superior das asas são vermelhas e as penas de voo primárias e secundárias são negras. O bico é grande e em forma de gancho, sendo negro na extremidade. A plumagem acinzentada dos juvenis muda com a idade.

Tempo de vida

Sua expectativa de vida é de 40 anos isso a torna uma das aves mais longas.

Phoenicopterus ruber
Phoenicopterus ruber

Alimentação do Flamingo Rubro

O flamingo é uma espécie omnívora alimenta-se de pequenos crustáceos, peixes, bivalves, algas, moluscos entre outras espécies, razão pela qual procura as zonas onde a água tem pouca profundidade e as zonas de lama ou sapais. Alimenta-se com a cabeça invertida, muitas vezes mergulhada na água, filtrando o alimento com as lamelas no interior do bico. As crias são alimentadas com “leite de papo”, uma substância rica em nutrientes produzida por ambos os progenitores.

Alimentação dos filhotes

Os flamingos alimentam os filhotes com algas, camarões e outros animais pequenos. Quando a distância do ninho é grande, eles engolem a comida e regurgitam parcialmente digerido, em forma de sopa, na boca dos filhos (como fazem muitas outras aves).

Flamingo Rubro Filhotes
Flamingo Rubro Filhotes

Creche de flamingos

Há uma verdadeira “creche de flamingos” no lago Natron uma cadeia de lagos salgados da Grande Fossa da África. Os flamingos menores reproduzem-se lá e constroem enormes colônias de ninhos de barro. Os filhotes ficam relativamente a salvo de predadores como as hienas  devido a acidez da lama, mas não de predadores alados como as águias pescadoras. Os flamingos adultos, às vezes voam 80 km para encontrar comida e água doce em outros lagos. Ao retornarem, identificam o filhote no meio da multidão pelo piado, pois eles não têm faro como a maioria das aves.

Bandos e Movimentos

Ao procurar viver em grupos as diversas espécies buscam por segurança. O grupo, muitas das vezes, evita o ataque de predadores e, portanto, cria mais chances de sobrevivência. O flamingo é mais ágil quando encontra-se no ar, já em terra é meio lento e desajeitado.

Flamingo Rubro Galapagos
Flamingo Rubro Galapagos

Reprodução do Flamingo Rubro

O flamingo forma ninhos em colônias, ou seja, vivem em bandos, os rituais de acasalamento são realizados em grupo. Têm hábitos diurnos. O casal constrói o ninho no solo assimilar a um cone com lama com o vértice em forma de taça. O par parental incuba e cuida dos filhotes e cuidam. Nasce apenas 1 ovo, o período de incubação é de 27 a 31 dias e a permanência no ninho é de 6 a 8 dias. A incubação ocorre entre os meses de maio e agosto. A cria atinge a maturidade sexual por volta dos 6 anos de idade. Ao nascerem, os filhotes de flamingo têm pernas curtas e bico reto. Seu primeiro alimento é a casca do próprio ovo.

Habitat e Distribuição Geográfica

Os flamingos habitam as margens de lagoas salinas, de rios e de estuários, nas Ilhas Galápagos, litoral da Colômbia, Venezuela e ilhas próximas, além das Guianas e Cabo Orange no Brasil. Também na península de Yucatán do México e no norte do Caribe, em Bahamas, Hispaniola, Cuba e as Ilhas Turks e Caicos. A maioria dos avistamentos no sul da Flórida são geralmente considerados fugitivos, embora pelo menos uma ave em faixas na península de Iucatã tenha sido avistado no Parque Nacional de Everglades , e outros podem ser andarilhos de Cuba.

Conservação

A espécie de flamingos encontra-se conservada, porém nas zonas costeiras das Caraíbas verifica-se crescente perturbação humana e perda do habitat.

Atualmente são descritas seis espécies de flamingos, das quais podemos destacar:

Flamingo americano

É a única espécie que reside no Brasil, a sua colônia reprodutiva acontece no Estado do Amapá. Infelizmente, encontra-se ameaçado de extinção ao estabelecimento de plantações de arroz e a caça predatória.

Flamingo americano
Flamingo americano

Dimorfismo sexual e alimentação

Há dimorfismo sexual dentro da espécie, os machos medem de 102 a 122 cm de comprimento e 90 cm de altura, sendo a fêmea um pouco menor. A sua dieta é composta principalmente de plâncton, algas, insetos, larvas, crustáceos e pequenos moluscos.

Nidificação

Os ninhos são construídos na lama e a fêmea coloca somente um grande ovo que será incubado por um período de aproximadamente 28 dias. O flamingo juvenil só atinge a maturidade com cerca de três anos de idade a seis anos de idade.

Flamingo-americano (Phoenicopterus ruber)
Flamingo-americano (Phoenicopterus ruber)

Flamingo chileno

Descrição física e Construção dos ninhos

O macho mede de 96 a 107 cm e pesa cerca de 2,3 kg, já a fêmea é um pouco menor. Vivem no Peru, Chile, Bolívia e Argentina. A construção dos ninhos segue a mesma lógica, reúnem- se em colônias de milhares de casais que também só colocam um único ovo no ninho de lama e os incubam por um período de 27 a 31 dias.

Flamingo chileno
Flamingo-chileno

Flamingo da puna

O menor flamingo

Este é um dos menores flamingos, com cerca de 100 cm de comprimento. Habita as altas altitudes como a Cordilheira dos Andes que se estende no extremo sul do Peru, oeste da Bolívia, norte do Chile e no noroeste da Argentina.

Flamingo da puna
Flamingo da puna

Flamingo grande dos andes

Mede de 102 a 110 cm de comprimento e pode ser avistado no Brasil em regiões do Rio Grande do Sul e no leste de Santa Catarina. É considerada como espécie vulnerável pela grande degradação de seu habitat.

Flamingo grande dos andes
Flamingo grande dos andes

E aí, gostou? Compartilhe! Combinado? Saiba que todos os dias aqui no blog tem conteúdo atualizado sobre o mundo animal. Caso você queira receber artigos exclusivos no seu e-mail como este post, é só se inscrever em um campo que fica à sua direita na tela. Antes de fechar esse post, sugiro que você deixe sua opinião, sugestão ou exponha alguma dúvida logo abaixo, nós com certeza leremos todos os comentários e responderemos.

Fotos de Flamingo Rubro 

Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *