Home / Informações / Foca da Groenlândia

Foca da Groenlândia

A foca da Groenlândia se destaca entre as outras espécies de sua família, principalmente pelo valor da sua pele e pela abundância da espécie na natureza, mesmo mediante caçadas exaustivas, durantes séculos.

Conheça um pouco mais sobre esse animal.

Foca da Groenlândia
Foca da Groenlândia

Características Gerais

Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mamalia
Ordem: Carnívora
Subordem: Caniformia
Família: Phocidae
Nome científico: Pagophilus groenlandicus

A Foca da Groenlândia é um mamífero aquático com características físicas semelhantes tanto no macho como na fêmea. O tamanho desse animal varia entre 1,5 a 2,0 metros de comprimento, atingindo um peso máximo de 130 kg.

Com uma expectativa de vida que varia entre 30 a 35 anos, o macho se diferencia da fêmea por uma grande mancha marrom ou preta, em forma de harpa, presente em seu dorso.

Hábitos da Foca da Groenlândia

Hábitos da Foca da Groenlândia
Hábitos da Foca da Groenlândia

Essa espécie de animal não vive em terra firma, sendo encontrada em grandes colônias nas bordas das banquisas (placas de gelo que se formam em cima do mar e se quebram com facilidade). Fazem buracos no gelo, para garantir a respiração e poderem mergulhar na água em busca de alimentação.

As focas da Groenlândia são altamente migratórias, podendo viajar uma distância de até dois mil e quinhentos quilômetros. É uma espécie gregária, ou seja, que se reúne antes da migração, que ocorre nos meses de fevereiro e março, logo após o período de procriação. Após a mudanças, elas se dispersam para buscarem alimentos, principalmente nos meses onde a temperatura é um pouco mais elevada.

População e Distribuição Geográfica

População Foca da Groelândia
População Foca da Groelândia

São encontradas apenas na parte norte do Oceano Atlântico e no Ártico, sendo que seus países de origem são o Canadá, Groenlândia, Noruega, Islândia, Federação Russa, Svalbard e Jan Mayen. Também podem ser encontradas vagando nos países da Dinamarca, Ilhas Faroe, Finlândia, França, Alemanha, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos.

Reprodução da Foca da Groenlândia

Tanto os machos quanto as fêmeas atingem a maturidade sexual entre os quatro a seis anos e são ativos sexualmente até o final de suas vidas. Apesar de atingir a maturidade sexual com a mesma idade da fêmea, o macho só participa do processo de reprodução quando estiver um pouco mais velho.

No ritual de acasalamento, os machos cortejam as fêmeas através de bolhas, gestos e manobras, e por fim, seguem para a luta perseguindo a fêmea no gelo.

A gestação dura onze meses e geralmente o nascimento ocorre sincronizado entre todas as fêmeas do grupo. O filhote nasce com um comprimento que varia de 80 a 85 centímetro e com um peso entre 10 a 11 quilos. Durante os primeiros dias os filhotes não fazem nada exceto mamar e dormir, engordando cerca de 2,2 quilos por dia. Para economizar o gasto de energia, os filhotes são tão sedentários que usualmente derretem o gelo abaixo deles, formando uma espécie de berço de gelo.

Quando nascem, apresentam uma pele com coloração amarelada, que muda de cor entre duas a cinco semanas, ficando totalmente branca. Quando são desmamados, eles permanecem no gelo por até seis semanas, perdendo em torno de 50% do seu peso antes de entrar na água para começar a caçar e conseguir seu próprio alimento. Após essa mudança, começa a surgir um casaco prateado-cinza e a coloração apresenta manchas escuras e irregulares.

Alimentação da Foca da Groenlândia

Alimentação da Foca da Groelândia
Alimentação da Foca da Groelândia

A alimentação da foca da Groenlândia é extremamente diversificada, variando de acordo com sua rota de migração. A dieta inclui 67 espécies de peixes e 70 espécies de invertebrados, principalmente os crustáceos. Os filhotes preferencialmente se alimentam dos pequenos invertebrados, entre eles o krill (um conjunto de espécies similares ao camarão) e antípodas. Já os adultos comem peixes, dentre deles o capelin, galeota, cod ártico e polar, além de crustáceos, principalmente pequenos camarões.

Se alimentam em abundância no inverno e verão, diminuindo a quantidade de alimento ingerido na primavera e outro.

Em busca do seu alimento, essa espécie de foca pode mergulhar até 100 metros de profundidade, apesar de terem sido observados indivíduos que mergulham até uma profundidade de 274 metros.

Predadores

Homem Salvando Foca da Groenlândia
Homem Salvando Foca da Groenlândia

Dentre a lista dos seus principais predadores encontram-se o urso polar, morsa, leão marinho, orca e tubarão. No caso das morsas, o ataque ocorre principalmente em filhotes, em alguns casos nas fêmeas, mas raramente nos machos.

Por humanos, as focas da Groenlândia são caçadas desde sempre, sendo que em 1600 o comércio do seu óleo se tornou mais forte aumentando significativamente a quantidade de animais caçados por ano. Entre os anos de 1818 e 1862, por exemplo, estima-se que 18,3 milhões de focas tenham sido caçada e mortas para a extração do óleo.

A partir do século XX, esses animais tornaram-se mais valiosos por suas peles que por causa do seu óleo. No ano de 1950, registrou-se uma média de 312 mil focas mortas no decorrente ano.

Foi então que, a partir de 1960, começou a existir uma preocupação com a quantidade de animais dessa espécie mortos e limitou a duração da época de caça, garantido uma proteção para as fêmeas no período de reprodução. Mas mesmo com essa limitação, a quantidade de animais mortos continuou elevada por anos, atingindo médias anuais que variavam de 80 mil até 400 mil.

Estima-se que atualmente ocorram em torno de 300 mil mortes anuais, sendo que o Canadá é responsável por cerca 275 mil dessas mortes. Outros países como a Rússia, Noruega e Groenlândia ainda são adeptos dessa prática também.

Existe uma campanha por parte de entidades ambientalistas, contra os métodos utilizados por cerca de seis mil caçadores: os animais são mortos a marteladas e, em alguns casos, escapelados ainda vivos.

Diferente de outras espécies de focas, as focas da Groenlândia não correm, até este momento, risco de extinção, sendo que ainda existem mais de cinco milhões de exemplares na natureza.

Fotos da Foca da Groenlândia

Que tal deixar um comentário com a sua opinião sobre esse simpático animal?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *