Home / Informações / Orangotango: Tamanho, Peso, Altura e Força

Orangotango: Tamanho, Peso, Altura e Força

O nome orangotango é originário da língua malaia, que traduzido traz a junção de duas palavras com o significado de “pessoa da floresta”. São animais nativos da Indonésia e também da Malásia, e são espécies relativamente raras, já que são encontrados somente em dois locais, sendo eles: as florestas tropicais da Sumatra e do Bornéu. Esses primatas, classificados no gênero Pongo, durante muito tempo foram considerados como uma espécie única, porém, no ano de 1996, estudos revelaram uma nova divisão, fazendo com que eles fossem divididos em duas espécies: o orangotango-de-bornéu e orangotango de pretenses. Onze anos depois, no mês de novembro de 2017, uma terceira espécie foi identificada e denominada como orangotango-de-tapanuli.

Características

Os orangotangos têm características bem típicas que o fazem ser diferentes de outros primatas. Os organtogangos têm uma estrutura corporal bem reforçada, com um corpo grande e largo, além de braços bem compridos e que contém muita força. A envergadura (maior distância medida entre as pontas dos dedos médios de cada mão) de um orangotango macho tem cerca de dois metros. Os membros inferiores são menores e arqueados, dando a impressão que o animal está o tempo todo agachado.

Eles possuem o corpo quase por completo coberto de pelos, sendo ausente somente o rosto, com exceção de alguns machos que desenvolvem alguns pelos na face, formando uma espécie de bigode. Outra característica dos machos adultos é a presença de uma espécie de “aba” em sua bochecha, que são sinais de dominância para outros machos. Essa espécie de primata é a terceira maior do mundo (ficando atrás apenas dos gorilas e do homem), e podem chegar a quase um metro e meio de altura, e pesar cerca de cem quilos. Apesar de todo seu tamanho e peso, os orangotangos passam grande parte do seu tempo habitando em cima das árvores, sendo o primata que tem mais característica arborícola.

Comportamento

Orangotango Com Cereja na Boca
Orangotango Com Cereja na Boca

Os orangotangos machos têm características bem solitárias, sendo um dos primatas que vivem de modo mais independente, tendo poucos laços sociáveis. O maior vínculo criado entre eles é no caso das mães para com os filhos, mas mesmo assim é algo bem rápido se comparado a outros animais, já que esse laço materno é mantido apenas nos primeiros anos. Quando o assunto é a ligação entre macho e fêmea, essa independência é ainda mais fácil de notar, já que os machos adultos costumam procurar as fêmeas somente uma vez no ano, em época de seca, apenas com a intenção de acasalar, terminando ali qualquer ligação com a fêmea e até mesmo com os futuros filhotes.  Por esse motivo, diferentemente da maioria dos outros grupos de animais, a líder na sociedade dos orangotangos é uma fêmea, que por sinal, estabelecem um modo bem democrático de convivência. Por exemplo, no quesito alimentos, tudo que o grupo consegue é dividido entre todos os integrantes de forma igual, dando prioridade somente aos filhotes quando há a presença deles. Os orangotangos são animais definitivamente territorialistas, e o modo utilizado pelo macho para avisar que tal território está demarcado e dominado por ele, é dando um belo grito que serve de alertas para outros machos, os mantendo afastados.

Reprodução

A gestação desses animais dura de 227 a 275 dias e é comum que nasça apenas um filhote por gestação. Após seu nascimento, o bebê orangotango se prende nos pelos da mãe, pegando uma carona enquanto ela se locomove. Os filhotes demoram um pouco para atingir a fase adulta, que acontece entre 10 e 12 anos, porém, conquistam a maturidade sexual um pouco antes disto.

Extinção

Os orangotangos são espécies ameaçadas por três principais fatores que vem fazendo com que o número de animais diminua cada vez mais. A destruição do habitat natural (que vem sendo feita por casa da devastação de árvores, dificultando a vivência deste animais); A caça direta; E por último, a venda ilegal deste animais para uso de estimação (Este último fator vem crescendo e trazendo preocupação, já que a domesticação de orangotangos tem sido algo que vem ganhando força). Segundo cientistas, hoje, podem ser encontrados cerca de cem mil orangotangos no mundo. Se pararmos para pensar, é um número relativamente alto, mas que vem diminuindo dia após dia por conta dos fatores citados acima, e também por conta do grau de reprodução dessa espécie não ser tão alto (apenas um filhote por reprodução, sendo uma reprodução ao ano). Sendo assim, se providências não forem tomadas quanto a isso, a previsão é que a extinção desta espécie de primata ocorra em algumas décadas.

Alimentação

Esses primatas são relativamente bem preguiçosos, sendo que a maior parte do seu dia é dedicada a alimentação e descanso. Costumam começar a se alimentar por volta das três horas da manhã, descansando durante o dia e fazendo atividades praticamente só no fim da tarde, sendo que ao término delas, se preparam para descansar novamente. Mesmo com todo o seu tamanho e peso, os orangotangos costumam manter uma dieta bem saudável, com sua alimentação baseada em frutas e vegetais. Cerca de setenta e cinco porcento de sua alimentação é de frutas, sendo que suas prediletas são as mais doces. A espécie de orangotango que possui a alimentação mais diversificada é a dos orangotangos-de-bornéu, que consomem cerca de trezentos e dezessete tipos de alimentos, incluindo desde folhas jovens e brotos até ovos de pássaros.

Predadores

Os orangotangos possuem, pelo menos, quatro vilões que colocam medo e são ameaças diretas a espécie. Alguns deles são os cães selvagens, os crocodilos e os leopardos. Porém, os principais predadores são os tigres. Um exemplo que demonstra bem isso, é o fato dos orangotangos-de-bornéu serem os mais encontrados no solo (já que como citado no texto, eles vivem na maior parte do tempo em cima das árvores), e isso acontece por conta da ausência de tigres na ilha asiática de Bornéu. Portanto, os orangotangos, não se sentindo tão ameaçados pela ausência de seu principal predador, se dão ao luxo de às vezes passear um pouco em solo terrestre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *