Home / Informações / Tudo Sobre Pinguins

Tudo Sobre Pinguins

Os pinguins são aves que chamam bastante atenção de nós, seres humanos. Eles atravessam oceanos e são resistentes à temperaturas extremamente frias e congelantes. A ave é da ordem Sphenisciformes e pertence à família Spheniscidae. Ela pode ser encontrada principalmente no hemisfério Sul, principalmente na Antártida e regiões polares.No entanto, há espécies de pinguins que habitam regiões de trópicos como o Pinguim-das-Galápagos.

O nome dos pinguins veio de uma ave que foi extinta devido à ação do ser humano, o nome desta ave era Pinguinus Impennis, também conhecida como Arau-Gigante. E você sabe por quê os pinguins herdarão o nome desta ave? Isto aconteceu devido ao fato dos exploradores europeus terem notado profunda semelhança dos pinguins com o Arau-Gigante. Apesar da aparência semelhante os pinguins não têm parentesco com os Araus.

Os primeiros registros de pinguins datam do Eoceno, a segunda época da era mesozóica. Algumas espécies infelizmente foram extintas ao longo dos anos, porém, ainda existem alguns gêneros de pinguins. São eles os Aptenodytes, Eudyptes, Eudyptula, Megadyptes, Pygoscelis, Spheniscus. E dentro de cada gênero há as diferentes espécies.

Tudo Sobre Pinguim
Tudo Sobre Pinguim

No gênero Aptenodytes há os famosos Pinguim-imperador (Aptenodytes forsteri) e Pinguim-rei (Aptenodytes patagonicus), também pertence à este grupo o Pinguim-de-ridgen (Aptenodytes ridgeni). No gênero Eudyptes estão o Pinguim-saltador-da-rocha (Eudyptes chrysocome), Pinguim-macaroni (Eudyptes chrysolophus), Pinguim-das-snares (Eudyptes robustus), Pinguim-de-fiordland (Eudyptes pachyrhynchus), Pinguim-real (Eudyptes schlegeli).

Há também os pinguins do gênero Eudyptula são eles o Pinguim-azul (Eudyptula minor)e o Pinguim-azul-do-norte (Eudyptula albosignata). No gênero Megadyptes estão o Pinguim-de-olho-amarelo (Megadyptes antipodes) e o Pinguim-waitaha (Megadyptes waitaha). Pertencem ao Gênero Pygoscelis o Pinguim-de-adélia (Pygoscelis adeliae), o Pinguim-gentoo (Pygoscelis papua) e o Pinguim-de-barbicha (Pygoscelis antarctica). E no gênero Spheniscus há o Pinguim-de-magalhães (Spheniscus magellanicus), o Pinguim-das-galápagos (Spheniscus mendiculus), o Pinguim-de-humboldt (Spheniscus humboldti), o Pinguim-africano (Spheniscus demersus).

Todas as espécies de pinguins são fascinantes, estas aves marinhas podem nadar com uma velocidade de até 45 km/h. Eles passam a maior parte do tempo na água, por causa disso, suas asas não são desenvolvidas para o voo no ar. Dessa forma, eles são super ágeis enquanto estão na água, porém, não são bons voadores.

Neste artigo, abordaremos tudo sobre pinguins, suas características físicas, comportamento, alimentação e reprodução. Confira agora mesmo!

Pinguim Características Físicas

A morfologia dos pinguins tem uma ligação intensa com a sua história de adaptação ao meio aquático. Suas asas são atrofiadas, pois desempenham a função de barbatanas. O corpo é fusiforme e a pele impermeabilizada com a ajuda de secreção de óleos. A cauda dos pinguins é longa e contribui para que ele mantenha o equilíbrio e postura ereta enquanto está na terra ou gelo.

A coloração dos pinguins funciona como camuflagem, a cor preta os torna menos visíveis na água e a cor branca fica semelhante à superfície refletiva da água. Algumas espécies de pinguins possuem detalhes amarelos na cabeça e no bico. É o caso do Pinguim-rei e do Pinguim-imperador. Já o Pinguim-de-fiordland, o Pinguim-macaroni, o Pinguim-das-snares, o Pinguim-saltador-das-rochas e o Pinguim-real possuem uma crista amarelada, geralmente nas laterais da cabeça e seus bicos são laranjas.

Há também as espécies que são quase completamente bicolores com partes pretas e parte brancas. Nestas espécies, como o Pinguim-das-galápagos, os bicos são pretos ou acinzentados. O Pinguim-waitaha, o Pinguim-de-olho-amarelo, o Pinguim-azul e o Pinguim-de-adélia possuem são bastante exóticos e menos popularmente conhecidos do que o Pinguim-imperador, por exemplo.

Características Físicas do Pinguim
Características Físicas do Pinguim

Outro pinguim bastante exótico que possui uma listra preta muito peculiar perto do rosto é o Pinguim-de-barbicha. Esta espécie de pinguim como o próprio nome já diz possui uma listra que parece uma barbicha. É bastante divertido olhar para eles, seja pessoalmente, em vídeos ou fotografias.

Em relação ao tamanho o pinguim que possui maior massa corporal entre todos os pinguins, é o Pinguim-imperador. O Pinguim-azul, por outro lado, é o menor pinguim do mundo com altura média de 30 cm e peso com cerca de 1,1 a 1,5 kg. Além disso, o Pinguim-azul possui uma plumagem distinta muito linda azul, cinza-ardósia e branca.

Indiferente da espécie, os pinguins sempre apresentam duas asas, duas pernas, olhos, bico, pescoço, pelagem e cauda. Algumas espécies apresentam dimorfismo sexual, porém, outras como o Pinguim-macaroni são bastante semelhantes entre si. As únicas diferenças mais perceptíveis são os bicos com cores diferentes e o tamanho do pinguim macho que é maior do que a fêmea.

Pinguim Características Comportamentais

Os pinguins são ótimos pescadores, nadadores e mergulhadores. Costumam fugir de seus predadores naturais utilizando sua agilidade na natação e camuflagem. São aves que vivem em colônias e colaboram bastante entre si.

O Pinguim-gentoo é a ave mais rápida do planeta, chegando a atingir 36 km/h debaixo d’água. Ele é o terceiro maior pinguim ficando apenas atrás do Pinguim-imperador e do Pinguim-real. Os machos costumam ser maiores do que as fêmeas.

Pinguim Características
Pinguim Características

Os casais de pinguins são monogâmicos, ou seja, permanecem juntos para sempre. Eles se separam durante o inverno, mas encontram-se novamente através de vocalização específica quando retornam para a colônia. Eles fazem uma dança nupcial, copulam e alternam os cuidados desde a época dos ovos serem chocados até a alimentação e criação do filhote.

Algumas espécies possuem hábitos mais diurnos e outras mais noturnos. O Pinguim-azul, por exemplo, apresenta mais atividade durante o período noturno do que durante o período diurno.

Apesar da maior parte das espécies de pinguins viverem no hemisfério sul, o Pinguim-das-galápagos vive no hemisfério norte, no Arquipélago de Galápagos. Esta espécie é classificada como Em Perigo, assim como outras espécies que também estão ameaçadas de extinção, principalmente devido ao aquecimento global e perda de habitat.

Comportamento dos Pinguins
Comportamento dos Pinguins

Alimentação

A dieta dos pinguins consiste de Krill, crustáceos, lulas, peixes e plâncton. A alimentação dos pinguins dos gêneros Aptenodytes, Megadyptes, Eudyptula e Spheniscus consiste principalmente em peixes.

Já a alimentação do gênero Pygoscelis é fundamentalmente de plâncton. E as espécies do gênero Eudyptes também é composta por plâncton. Em todos os casos a dieta é complementada com cefalópodes.

Reprodução

Reprodução dos Pinguins
Reprodução dos Pinguins

Na época reprodutiva, após a dança nupcial e cortejo os pinguins copulam e geram ovos. A quantidade de ovos varia de espécie para espécie. Assim como variam os lugares em que eles constroem os seus ninhos.

Alguns pinguins cavam uma pequena fossa para abrigar seus ovos e filhotes, outros constroem o ninho com pedras. Há também espécies de pinguins que utilizam uma dobra de pele que possuem ventralmente para cobrir e proteger o ovo.

Os casais alternam entre a função de proteger o ovo e mantê-lo quente e dirigir-se ao mar para encontrar alimento. Porém, é mais comum que o macho mantenha o ovo quente durante o inverno, enquanto a fêmea busca alimento. Eles são incríveis, não são?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *