Home / Informações / Tudo Sobre Tipos De Lagartos Domésticos

Tudo Sobre Tipos De Lagartos Domésticos

A domesticação e a criação de lagartos em casa tem sido cada vez mais procurado por tutores no mercado de animais de estimação. Embora sejam uma opção um tanto quanto exótica, o número de pessoas preferindo este animal está crescendo e não podemos negar.

Os lagartos são animais da família dos répteis e tem sido boas opções de animal de estimação para quem procura uma opção exótica, tão como para quem possui alergia a pelos e não pode dedicar muito tempo com animais de estimação.

A variedade de animais, de lagartos, chega a mais de cinco mil espécies distintas. Entretanto, nem todos estão disponíveis para serem “adotados” como animais de estimação e muitos outros não devem ser escolhidos por pessoas que estejam começando agora. É possível encontrar espécies distintas de lagartos em todo mundo exceto na Antártica.

Abaixo você encontra alguns dos cuidados básicos que você deve saber antes de adotar um lagarto e logo em seguida as espécies mais recomendadas de acordo com o perfil do animal, suas necessidades de acomodação e necessidades alimentares.

Lagartos Domésticos: Cuidados Básicos

Embora possam ser vistos como animais de fácil criação, é preciso que você conheça as necessidades básicas dos répteis, especialmente os lagartos, para determinar se a adoção e criação de um animal como esse pode ser feito dentro do seu estilo de vida.

Os lagartos, como comentamos anteriormente são animais indicados para quem não possui muito tempo mas também não possui muito espaço. Isso porque são animais que não demandam muito espaço para suas necessidades (exceto a iguana verde). Os lagartos tem como local de morada em nossa casa os típicos terrários.

Você mesmo pode fazer um terrário para o seu animal. O terrário nada mais é do que um tipo de aquário onde o animal tem todos os objetos que simulam o seu habitat natural. Desta forma, cada espécie de lagarto pode demandar de um tipo de terrário específico. Habitualmente independente da espécie de lagarto escolhido o terrário é composto por pedras, galhos, poleiros e um pequeno abrigo para que o lagarto possa descansar. Em alguns casos também são utilizadas lâmpadas para manter o local iluminado e aquecido.

A alimentação deste animal pode variar de acordo com a sua espécie mas você pode adquiri-la em pet shop’s por exemplo. Há também a possibilidade de adotar uma alimentação caseira, composta por minhocas, legumes, insetos, entretanto, recomendamos que você consulte um veterinário de sua confiança para que ele possa determinar a melhor alimentação de acordo com o perfil do animal.

Os lagartos devem ser alimentados duas vezes ao dia, mas novamente quem poderá avaliar melhor isso será o médico veterinário.

Outros cuidados que você deve ter são relacionados ao manuseio do animal. Sempre que for manusear o seu lagarto indicamos que você tenha redobrada atenção a cauda. Isso porque caso se sinta ameaçado o lagarto tentará chicoteá-lo. Vale também a dica de que a manutenção do terrário deve ser feita diariamente. Retire sempre a água do animal dia a dia e a areia sempre que necessário.

Agora que você já conhece um pouco deste exótico animal vamos a raça de lagartos domésticos que podem ser bons companheiros para você.

Gecko Leopardo

Esse animal pode ser o mais indicado para quem está começando agora na criação de lagartos. Isso porque dificilmente o Gecko ataca, sendo até considerado um animal dócil. De porte pequeno esse animal necessita de pouco espaço para o seu terrário. Para se ter uma ideia pode ser alocado em um terrário de apenas 60 cm.

A sua alimentação é insectívora e não apresenta grande resistência a uma grande variedade de insetos. Todavia gostam muito de grilos. Este animal possui algumas desvantagens em relação a sua criação. Embora não demande de muitos cuidados, podendo até mesmo ser dispensado o uso de iluminação, esse lagarto tem o hábito noturno, o que pode dificultar a interação com o tutor.

O maior período de atividade tende a ser a noite, quando seus tutores já se “recolheram”. Pode ser encontrado com preço a partir de R$ 300.

Dragão Barbudo

Este é um ótimo lagarto no que diz respeito a socialização e interação com o tutor. Mas é preciso que você tenha um espaço maior do que o necessário para o Gecko. O Dragão Barbudo pode medir até sessenta centímetros quando adulto. O terrário desta espécie de lagarto deve ser de pelo menos um metro.

O Dragão Barbudo é um animal omnívoro, que se alimenta tanto de insetos quanto de legumes e vegetais o que pode dificultar o manejo por tutores inexperientes. Esse animal é diurno, ou seja, ao contrário da Gecko você precisará montar todo aparato de iluminação para que esse animal se sinta acolhido e não prejudique o seu bem estar.

Lagarto Da Língua Azul

Lagartos de língua azul são muito comuns e englobam uma certa variedade de espécies. A mais comuns e fácil de ser encontrada é a chamada Tiliquia scincoides. Este lagarto é bem similar ao Lagarto Barbudo. Possui o hábito diurno, ou seja, também deve contar com um aparato de iluminação no seu terrário, que assim como o lagarto anterior deve conter cerca de um metro, uma vez que o Tiliquia pode atingir até sessenta centímetros igualmente.

Apesar das semelhanças ambas as espécies de lagartos apresentam acentuadas diferenças. O Tiliquia é considerado mais calmo que o Lagarto Barbudo e aceita mais facilmente o manuseio.

Iguana Verde

Há vários tipos diferentes de iguanas que variam entre si a sua cor, comprimento e algumas características comportamentais. A iguana verde é um animal super popular por quem pensa em adotar um lagarto. Para se ter uma ideia, em Portugal é o lagarto preferido por tutores.

A iguana verde não poderia ficar de fora desta lista porque entre os lagartos além de ser o mais popular também é o mais indicado por quem está começando agora com a criação de lagartos como animal de estimação.

Ao contrário dos lagartos anteriores a iguana pode chegar a ser de grande porte, atingindo até dois metros de comprimento o que pode contraindica-lá para quem não possui um espaço para o seu alojamento. É entre os lagartos domésticos, pelo seu tamanho o mais difícil de ser alojado em casa. A principal contraindicação deste lagarto é quanto às suas garras que podem acabar causando ferimentos em seus tutores caso não consigam perceber sinais de desconforto do animal.

A alimentação da iguana é uma vantagem para seus tutores. Animal herbívoro se alimenta exclusivamente de verduras, legumes e vegetais, o que isenta o seu criador de manter alimentos vivos ou comprá-los para o animal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *